quinta-feira, abril 30, 2009

Guia de Shopping

O estadão fez uma matéria daquelas bem direcionada para um público burguês. Elegeu os shoppings mais "belos" de São Paulo, onde as pessoas possam gastar, gastar, gastar, ver vitrines, passear com aqueles cachorrinhos e etc e tal.

A matéria começa:

Guia dos Shoppings
SÃO PAULO - COLÍRIO
Flertando: os mais bonitos valem uma visita demorada e atenta.
Namorando: além das vitrines luxuosas, confira a arquitetura

A matéria diz que os shoppings que merecem ser visitados são:
CIDADE JARDIM
HIGIENÓPOLIS
IGUATEMI

E ainda sugeriram a visita nestes demais, alegando:
Cinco boas desculpas para visitar outros shoppings.
1) Villa-Lobos tem corredores largos;
2) Eldorado tem elevador panorâmico;
3) Bourbon é bem novinho;
4) D&D tem o charme das vitrines de decoração;
5)Tamboré parece um jardim.

Bom, primeiramente achei a matéria ridícula, pois não sou o perfil de pessoas para quem esta matéria foi destinada, mesmo assim, perdi o meu tempo em lê-la. Porém, agora quero lembrar dos cinco melhores shoppings que frequento:

1) Largo 13 de Maio. Camelôs a vontade, acha-se de tudo, desde comida típica nordestina, CDs genéricos, pastelarias, tiazinha das coxinhas... Ah! Nas proximidades também tem Mc Donalds.2) Rua 25 de Março... Local parecido com Sto. Amaro, mas a diferença é que os "produtos" são mais diversificados. Além disso é perto do Páteo do Colégio, Mercadão, entre vários outros lugares.3) Shopping Popular de Diadema... Lá é uma réplica em miniatura dos locais acima. É o mesmo público e praticamente as mesmas mercadorias.
4) Ah... Tinha que ter um shopping maior né, isso pelos cinemas. Então fica o shopping Interlagos, mais conhecido como "Coquinho".
5) E, há o SP Marketing, também pelo cinema pelo "saldão" que acontece de vez em quando.

quarta-feira, abril 22, 2009

COLEÇÃO DE VÍDEOS DOS BEATLES

Vídeos organizados dos Beatles, músicas com letras.
A Day in the Life
A Hard Day's Night
A Taste of Honey
Across The Universe
Act Naturally
All I've got to Do
All My Loving
All Together Now
All You Need Is Love
And I Love Her
And Your Bird Can Sing
Anna (Go To Him)
Another Girl
Any Time At All
Ask Me Why
Baby It's You
Baby You're A Rich Man
Baby's in Black
Back In The USSR
Bad BoyBecause
Being for the Benefit of Mr. Kite!
BirthdayBlackbird
Blue Jay WayBoys
Can't Buy Me Love
Carry That Weight
Chains
Come Together
Cry Baby Cry
Day Tripper
Dear Prudence
Devil In Her Heart
Dig A PonyDig It
Dizzy Miss Lizzie
Do You Want to Know a Secret
Doctor Robert
Don't Bother Me
Don't Let Me Down
Don't Pass Me By
Drive My Car
Eight Days a Week
Eleanor Rigby
Every Little Thing
Everybody's Got Something to Hide Except For Me and My Monkey
Everybody's Trying to be My Baby
Fixing a Hole
Flying (instrumental)
For No One
For You Blue
Free As A Bird
From Me To You
Get Back
Getting Better
Girl
Glass Onion
Golden Slumbers
Good Day Sunshine
Good Morning, Good Morning
Good Night
Got To Get You Into My Life
Happiness is a Warm Gun
Hello, Goodbye
Help
Helter Skelter
Her Majesty
Here Comes The Sun
Here, There And Everywhere
Hey Bulldog
Hey Jude
Hold Me Tight
Honey Don't
Honey Pie
I Am the Walrus
I Call Your Name
I Don't Want to Spoil the Party
I Feel FineI Me Mine
I Need YouI Saw Her Standing There
I Should Have Known Better
I Wanna Be Your Man
I Want To Hold Your Hand
I Want To Tell You
I Want You (She's So Heavy)
I Will
I'll Be Back
I'll Cry Instead
I'll Follow the Sun
I'll Get You
I'm a Loser
I'm Down
I'm Just Happy to Dance with You
I'm Looking Through You
I'm Only Sleeping
I'm so tired
I've Got A Feeling
I've Just Seen a Face
If I Fell
If I Needed Someone
In My Life
It Won't Be Long
It's All Too Much
It's Only Love
Julia
Kansas City/Hey, Hey, Hey, Hey
Komm Gib Mir Deine Hand
Lady Madonna
Let it Be
Little Child
Long Tall Sally
Long, Long, Long
Love Me Do
Love You To
Lovely Rita
Lucy in the Sky with Diamonds
Maggie Mae
Magical Mystery Tour
Martha My Dear
Matchbox
Maxwell's Silver Hammer
Mean Mr. Mustard
Michelle
MiseryMoney (That's What I Want)
Mother Nature's Son
Mr. Moonlight
No Reply
Norwegian Wood
Not a Second Time
Nowhere Man
Ob-La-Di, Ob-La-Da
Octopus's Garden
Oh! Darling
Old Brown Shoe
One After 909
Only A Northern Song
P.S. I Love You
Paperback Writer
Penny Lane
Piggies
Please Mister Postman
Please Please Me
Polythene Pam
Rain
Real Love
Revolution 1
Revolution 9
Rock and Roll Music
Rocky Raccoon
Roll Over Beethoven
Run For Your Life
Savoy Truffle
Sexy Sadie
Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band
Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (Reprise)
She Came In Through The Bathroom Window
She Loves You
She Said, She Said
She's A Woman
She's Leaving Home
Sie Liebt Dich
Slow Down
Something
Strawberry Fields Forever
Sun King
Taxman
Tell Me What You SeeTell Me Why
Thank You Girl
The Ballad of John And Yoko
The Continuing Story of Bungalow Bill
The End
The Fool On The Hill
The Inner Light
The Long And Winding Road
The Night Before
The Word
There's A Place
Things We Said Today
Think For Yourself
This Boy
Ticket to Ride
Till There was You
Tomorrow Never Knows
Twist and Shout
Two of Us
Wait
We Can Work It Out
What Goes On
What You're Doing
When I Get Home
When I'm Sixty-Four
While My Guitar Gently Weeps
Why don't we do it in the road
Wild Honey Pie
With a Little Help From My Friends
Within You Without You
Words of Love
Yellow Submarine
Yer Blues
Yes It Is
Yesterday
You Can't Do That
You Know My Name
You Like Me Too Much
You Never Give Me Your Money
You Really Got a Hold on Me
You Won't See Me
You're Going to Lose That Girl
You've Got to Hide Your Love Away
Your Mother Should Know
The Beatles video from Albums:
Please Please Me
With The Beatles
A Hard Day's Night
Beatles For Sale
Help!
Rubber Soul
Revolver
Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band
Magical Mystery Tour
The Beatles - White Album
Yellow Submarine
Abbey Road
Let It Be
Past Masters Volume 1
Past Masters Volume 2

Dia do índio, dia do “outro”

Pelo que sei, a etnia brasileira é formada pelo índio, branco e o negro, porém o índio é sempre o “outro”. O povo brasileiro não insere o índio no contexto social, pois ele está sempre à margem.
O índio é tanto um “outro” que existem leis específicas para ele, ou seja, regras próprias, como demarcação de terras, etc. Não que isso seja errado, pelo contrário, sabemos que por “direito” a terra é deles, mas a visão que temos do índio nos faz parecer que ele não faz parte da nossa etnia, pois a visão que é passada é como se fosse um “patrimônio” brasileiro.
Renato Russo soube exemplificar isso na música “Que país é esse”, quando diz: “quando vendermos todas as almas dos nossos índios no leilão. Que país é esse?”.
Acredito que a visão do índio que o povo brasileiro ainda tem é do herói, é a imagem de Peri ou de Iracema, ambos os personagens de José de Alencar. E estes heróis permanecem vivos, são os “outros”.
Enquanto isso, os índios “reais”, são massacrados por fazendeiros que desconhecem os Peris ou as Iracemas, pois conhecem apenas a “terra”. Por isso, o dia 19 abril, dia do índio é apenas um outro dia.

quinta-feira, abril 02, 2009

A Folha e a "ditabranda"...

Quem diria, o jornal Folha de São Paulo, considerado de "vanguarda", de "intelectuais" e até mesmo considerada no passado como um jornal de "esquerda", mostrou sua cara no editorial de 17 de fevereiro, quando chamou a ditadura de "ditabranda".
O fato repercurtiu de forma tão negativa, que o jornal da Record, lá do bispo Macedo, estão produzindo um material jornalístico sobre o papel da Folha de São Paulo no período militar. Uma das reportagens traz uma manchete da Folha com um político assassinado. Mas o mais incrível é que esta pessoa foi assassinada dias depois da reportagem.

Entenda o caso

Em editorial publicado em 17 de fevereiro, no qual o jornal comentava a vitória de Hugo Chávez em referendo que deu ao presidente venezuelano o direito de candidatar-se à reeleição quantas vezes quiser, o jornal classificou o regime militar instaurado no Brasil como "ditabranda", se comparado a ditaduras de outros países da América Latina.

O texto rendeu uma série de comentários e reações por parte dos leitores da Folha. Segundo informa o jornal, foram publicadas 21 cartas sobre o tema no "Painel do Leitor", sendo 18 contrárias ao diário. Entre elas, as cartas enviadas pelos professores Maria Victoria Benevides e Fábio Konder Comparato foram respondidas com rispidez, outro fato causador de polêmica.

O descontentamento de parte dos leitores culminou no protesto realizado em frente ao jornal, com a presença de familiares de vítimas da ditadura, sindicalistas e estudantes. O ato foi organizado pelo Movimento dos Sem-Mídia.