segunda-feira, abril 23, 2012

A Cidade da Luz... Seus temperos e sua cultura


Louvre

Paris é uma cidade maravilhosa... Cheia de novidades a cada esquina, desde os seus monumentos, museus, restaurantes, bistrôs, cafés... Tudo é mágico e inspirador. Visitei alguns dos principais pontos turísticos: Torre Eifel, Arco do Triunfo, Notre-Dame, Igreja de Sacré Coeur, Versalles, Louvre, Rio Sena... Tudo isso com calma em apenas sete dias. Foi pouco. A principal magia estava nas ruas, nas feiras, nos mercados... Foi um choque cultural imenso.
Notre Dame
Monalisa ao fundo e todos os visitantes do Louvre tentam se aproximar para observar e tirar fotos.

Em frente a entrada do Versalles


Cafés e bistrôs – Como o povo lê. E como eles conseguem ser tão magros e comendo tanto e, comida boa, de primeira, talvez o segredo esteja no vinho que eles bebem, pois, eles bebem muito, e muito mesmo. Em cada quarteirão presenciamos pelo menos uns cinco bistrôs, restaurantes.

E seus cigarros... Quem assistiu ao filme “A Primeira noite de um homem”, jamais esquece da cena do beijo de Mr. Robison, a bela Anne Bancroft, quando solta toda a fumaça do cigarro no rosto de Dustin Hoffman, que interpretava aquele personagem bem apático, chamado Bem. A cena é clássica e quem não viu, deveria alugar o filme em uma locadora urgente só por conta desta cena, que mostra o cigarro como parte do dia a dia das pessoas.
Bikes públicas

Ainda não havia as propagandas do “politicamente correto”, ainda se fazia propagadas de cigarros no rádio, televisões, revistas... Os fumantes eram pessoas normais e até eram vistas com charme.

Aquela cena seria impossível pelos novos padrões, mas tudo isso, estou dizendo que, nos cafés e bistrôs da França se fuma. E muito. Não que não haja leis que proíba, são iguais as do Brasil, porém, estes locais respeitam os fumantes e todos, ou quase todos, possuem uma área de fumantes.

O metrô é velho, porém eficiente; as bicicletas fazem parte do sistema de transporte público e em cada bairro possuem certos “bolsões” de bicicletas, onde todos que possuem um cadastro na prefeitura podem retirar uma bike em qualquer um destes “bolsões”...

À noite, as luzes claream uma cidade que nunca se apaga, que não dorme, e que tem um charme todo especial... E viva La France!

Nenhum comentário:

Postar um comentário