quinta-feira, junho 28, 2007

Ato falho

Caramba! Todos têm uma predisposição de uma loucura qualquer e, acho que sou um “louco” de primeira. Isso porque às vezes tenho vontades estúpidas, por exemplo: de gritar bem alto dentro do carro; tirar ceroto do nariz quando ninguém está vendo; entrar em lojas de animais e ficar minutos olhando os peixes no aquário (que imbecilidade); entregar o filme alugado da locadora sem assisti-lo; dormir com a TV ligada; esquecer onde estacionou o carro (principalmente em shoppings); procurar os óculos mesmo com eles na “minha cara”... Mas nada se compara a loucura de deixar a mesma em ordem... Onde fica este computador. Aliás, ordem na minha visão, pois para outros é uma eterna bagunça. Mas toda vez que arrumo minhas “coisas” nunca lembro onde as coloquei. Bom... Se não sei onde coloco as coisas “materiais”, então imaginem as “abstratas”, principalmente detalhes de uma prova que tanto estudamos para fazê-la... Sim, sim, é cruel!
Mas anyway, para muitos trata-se de organização, porém, quando não dá certo, a acusação vem logo: relapso, relaxado, desorganizado... Prefiro ver apenas como... “Ato falho”, certas (des)organizações são espécies de “loucuras” conscientes.

terça-feira, junho 26, 2007

Ana Paula contra o preconceito



Ela é bonita, corpo escultural, corajosa e capaz de enfrentar alguns homens que, apesar de profissionais, dizem saber jogar futebol. Mas ela está alí... Apta para enfrentar a fúria da torcida e desses profissionais, quando comete algum erro, pois isso é natural do ser humano.
Vários árbitros erram, porém quando este erro é cometido por Ana Paula... Os argumentos são sempre preconceituosos e machistas.
Sim, ela posou nua, e daí! Cada um faz o que quer, tem trabalhos paralelos, pois cada um sabe como tocar sua vida.... Por isso, esta comunidade tem o objetivo de fazer com que Ana Paula continue a "bandeirar", pelo bem do futebol e pela luta contra o machismo.
(pessoal, este o texto que está no orkut em uma comunidade especifica "Ana Paula contra o preconceito", para ingressar basta clicar no título).

sexta-feira, junho 22, 2007

Um dia no centro...

O povo sobrevive pela arte
Que pena... Fui ao centro simplesmente por um motivo fútil... Entregar uma mera sacola (não sei o conteúdo, talvez roupas ou condimentos quaisquer) a pedido de minha mãe à minha prima, uma advogada, cujo escritório fica na rua Senador Feijó, ao lado da igreja láá... Na Praça da Sé, no centro de São Paulo. Que pena que não levei uma máquina fotográfica, para relatar o que iria testemunhar nas horas seguintes após a visita. Sem ter onde ir, resolvi fazer um rolê por ali
Eram 10h30, sai do escritório e comecei a andar pelas ruas, tipo a XV de Novembro (rua dos bancos) e tive a oportunidade de ver váras apresentações... A primeira foi de um sejeto tocando arpa... Sim... Era uma arpa! Nunca tinha visto tal apresentação antes. Gastei pelo menos 30 minutos ouvindo o cara tocar tipo... Som celestiais, ora! Afinal era uma arpa, e não é todo dia que se vê alguêm tocando este instrumento. De repente resolvi sair. Uma quadra adiante, ví uma outra roda de pessoas, e eis que vejo um sujeito que dizia prever/ver o futuro das pessoas através de uma boneca (minúscula) dentro de uma espécie de garrafa pendurado em um cabo de vassoura. O cara olhava para quem estava assistindo ao espetáculo e previa seu futuro por uns trocados. Antes que chegasse a minha vez... Zarpei.
À frente havia uma outra roda, e já eram 12h. Poxâ! Estava quase duas horas zanzando pelas redondezas e, eis que vejo uma nova muvuca de pessoas, e alí ví uma verdadeira "peleja", eram dois repentistas fantásticos, suas rimas levavam as pessoas que ali passavam a dar verdadeira gargalhadas com suas tiradas e rimas afiadas, todas improvisadas. Gargalhei também. Já eram 13h30.
A fome bateu. Procurei um boteco simpático, pois todos alí são iguais. Fui atendido por uma atendente chamada Márcia, em uma travessa qualquer da rua São Bento. Ouvi várias conversas picantes entre as balconistas... gargalhei internamente em devaneios. Saí.
Resolvi voltar para casa... Hummm! Lembrei que precisava ir ao banco. Após uma hora de fila, deixei a agência. O relógio marcava 14h25.
No caminho vejo um cara, uma estátua humana... olhei alguns minutos e o cara nã se movia, até que uma mãe passou em frente junto com seu filho e, o menininho colocou um dinheiro qualquer em uma caixa ao lado dessa "estátua". Ela então de moveu... E enviou um beijo ao pequenino. "No meio da multidão apenas uma criança é capaz de mover estátuas", pensei. Segui em frente e resolvi tomar uma cerveja em boteco. Ah! Alí ví coisas... Senhores vendendo jogo do bicho; uma menina me pediu trocados dizendo que era para um fundo do futebol femnino da zona leste e, de repente surge nesse boteco a dupla de repentistas, que tinha visto horas atrás. Dividi o balcão com eles por alguns minutos, dei rizadas. Fui.
No caminho, já na Praça da Sé, avistei um cara com uma biblia na mão falando sózinho... Bom, ele sentia o direito de ter o que falar... Assim como Paulo... Na Grécia (comparação ridícula né!) junto aos filósofos da época, mas alí ninguém o ouvia. Então (meio louco da beer) parei e resolvi escutá-lo. Pois é! Fiquei apenas cinco minuto ou menos e enfiei escada rolante adentro do metrô e, eram 15h15.
Que pena... Não tinha uma máquina fotográfica em mãos, pois afinal pude presenciar um show verdadeiro... E constatei que o povo vive pela arte... A arte de viver, onde os atores somos todos nós.

Cidadão Kane continua como o melhor filme da história nos EUA


Os anos não passam para "Cidadão Kane", a obra prima de Orson Welles, que mais uma vez liderou a lista dos melhores filmes da história do cinema dos Estados Unidos.

O Instituto de Cinema Americano, pela segunda vez nesta década, em seu especial de televisão de três horas, voltou a destacar a qualidade do filme.Com o título "Cem anos, cem filmes, décimo aniversário", o Instituto listou mais uma vez os melhores filmes de todos os tempos.A lista foi elaborada por um amplo grupo de críticos, historiadores e especialistas, que mantiveram a opinião de seus antecessores e deram o primeiro lugar ao clássico de Welles.

Já "O Poderoso Chefão", de Francis Ford Coppola, que há uma década estava em terceiro lugar, superou o clássico romântico "Casablanca", roubando o segundo lugar.

Outra mudança entre os 10 primeiros é a subida de "Touro Indomável", de Martin Scorsese, que subiu do 20º para o quarto lugar da lista. "Um corpo que cai", de Alfred Hitchcock, passou da 61ª para a nona colocação.

terça-feira, junho 12, 2007

30 Dicas para escrever bem

Texto do e-mail da sweet friend, jornalista Solange Borges!
1. Deve evitar ao máx. a utiliz. de abrev., etc.
2. É desnecessário fazer-se empregar de um estilo de escrita demasiadamente rebuscado. Tal prática advém de esmero excessivo que raia o exibicionismo narcisístico.
3. Anule aliterações altamente abusivas.
4. não esqueça as maiúsculas no inicio das frases.
5. Evite lugares-comuns como o diabo foge da cruz.
6. O uso de parêntesis (mesmo quando for relevante) é desnecessário.
7. Estrangeirismos estão out; palavras de origem portuguesa estão in.
8. Evite o emprego de gíria, mesmo que pareça nice, sacou??...então valeu!
9. Palavras de baixo calão, porra, podem transformar o seu texto numa merda.
10. Nunca generalize: generalizar é um erro em todas as situações.
11. Evite repetir a mesma palavra pois essa palavra vai ficar uma palavra repetitiva. A repetição da palavra vai fazer com que a palavra repetida desqualifique o texto onde a palavra se encontra repetida.
12. Não abuse das citações. Como costuma dizer um amigo meu: "Quem cita os outros não tem ideias próprias".
13. Frases incompletas podem causar
14. Não seja redundante, não é preciso dizer a mesma coisa de formas diferentes; isto é, basta mencionar cada argumento uma só vez, ou por outras palavras, não repita a mesma idéia várias vezes.
15. Seja mais ou menos específico.
16. Frases com apenas uma palavra? Jamais!
17. A voz passiva deve ser evitada.
18. Utilize a pontuação corretamente o ponto e a vírgula pois a frase poderá ficar sem sentido especialmente será que ninguém mais sabe utilizar o ponto de interrogação
19. Quem precisa de perguntas retóricas?
20. Conforme recomenda a A.G.O.P, nunca use siglas desconhecidas.
21. Exagerar é cem milhões de vezes pior do que a moderação.
22. Evite mesóclises. Repita comigo: "mesóclises: evitá-las-ei!"
23. Analogias na escrita são tão úteis quanto chifres numa galinha.
24. Não abuse das exclamações! Nunca!!! O seu texto fica horrível!!!!!
25. Evite frases exageradamente longas pois estas dificultam a compreensão da idéia nelas contida e, por conterem mais que uma idéia central, o que nem sempre torna o seu conteúdo acessível, forçam, desta forma, o pobre leitor a separá-la nos seus diversos componentes de forma a torná-las compreensíveis, o que não deveria ser, afinal de contas, parte do processo da leitura, hábito que devemos estimular através do uso de frases mais curtas.
26. Cuidado com a hortografia, para não estrupar a língúa portuguêza.
27. Seja incisivo e coerente, ou não.
28. Não fique escrevendo (nem falando) no gerúndio. Você vai estar deixando seu texto pobre e estar causando ambigüidade, com certeza você vai estar deixando o conteúdo esquisito, vai estar ficando com a sensação de que as coisas ainda estão acontecendo. E como você vai estar lendo este texto, tenho certeza que você vai estar prestando atenção e vai estar repassando aos seus amigos, que vão estar entendendo e vão estar pensando em não estar falando desta maneira irritante.
29. Outra barbaridade que tu deves evitar chê, é usar muitas expressões que acabem por denunciar a região onde tu moras, carajo! ..nada de mandar esse trem...vixi..entendeu bichinho? 30. Não permita que seu texto acabe por rimar, porque senão ninguém irá agüentar já que é insuportável o mesmo final escutar, o tempo todo sem parar.
Autor: Professor João Pedro da UNICAMP
AVISO LEGAL
Esta mensagem é destinada exclusivamente para a(s) pessoa(s) a quem é dirigida, podendo conter informação confidencial e/ou legalmente privilegiada. Se você não for destinatário desta mensagem, desde já fica notificado de abster-se a divulgar, copiar, distribuir, examinar ou, de qualquer forma, utilizar a informação contida nesta mensagem, por ser ilegal. Caso você tenha recebido esta mensagem por engano, pedimos que nos retorne este E-Mail, promovendo, desde logo, a eliminação do seu conteúdo em sua base de dados, registros ou sistema de controle. Fica desprovida de eficácia e validade a mensagem que contiver vínculos obrigacionais, expedida por quem não detenha poderes de representação. +******+

sábado, junho 09, 2007

PARABÉNS A TODOS NÓS!!

Galera... Esta é a mensagem que a prof. Suely deixou para todos, referente ao simpósio. Está "eternizada neste blog".
Nice weekend for everyone!

Aos alunos
que se estudaram a mais para se preparar para as apresentações..
que ficaram dias sem dormir, preocupados em dar o melhor de si....
que ajudaram os colegas para que tudo saísse em ordem....
que correram para dar apoio aos colegas nas apresentações...

Aos professores
que ficaram durante dias, madrugada adentro preparando a organização...
que se desdobraram para dar alguma orientação, para a apresentação...
que ficaram aflitos, para que os alunos pudessem fazer a melhor apresentação possível...
que trabalharam fora do seu horário, para que o evento pudesse acontecer...

Aos funcionários...
que se desdobraram para deixar tudo pronto...
que se desdobraram para dar tudo certo...

a todos que
mesmo diante da descrença e da apatia generalizadas, ainda se mobilizam, buscando espaços para iluminar um pouco mais o modesto conhecimento que temos da realidade;

a todos que
acreditam na escola como espaço de formação/transformação de valores, idéias e hábitos, levando a sério que, como diz Alfredo Bosi, : “ a poluição informativa e a tecnologia mais moderna não tiram, por si sós, o homem da barbárie e da opressão. Apenas dão-lhe mais um “meio de vida”, isto é um meio de defesa e da ataque na sociedade da concorrência.”

Um grande abraço! Fico feliz de trabalhar com vocês! Por isso mando um
pequeno poema, de Antônio Machado, poeta sevilhano.
Provérbios e Cantares
Caminante, son tus huellas
el camino y nada más;
Caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
Al andar se hace el camino,
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.
Caminante no hay camino
sino estelas en la mar.
In; Machado, Antonio. Poesías completas. 14ª ed. Madri - Espasa- Calpe 1973. p. 158 "Proverbios y cantares".
(Caminhante, são teus rastos
o caminho, e nada mais;
caminhante, não há caminho,
faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
e ao olhar-se para trás
vê-se a senda que jamais
se há-de voltar a pisar.
Caminhante, não há caminho,
somente sulcos no mar.)

sexta-feira, junho 08, 2007

">

O que é democracia?


Sinceramente, depois do depoimento do presidente Lula, sobre o fechamento da RCTV na Venezuela, já não sei mais o que é democracia. Diz o nosso presidente que o ato do fechamento do presidente venezuelano Hugo Chaves é um ato “democrático”. Ora, se a repressão é democrática, então o golpe militar de 64 também foi. “Ta certo que o problema é deles (venezuelanos), mas como “parceiros” do Brasil, esta questão merece ser analisada de vários “olhos”, pois, Lula afirmou à Folha” que não dá para ideolizar o tema, pois o mesmo Estado que dá uma concessão é o mesmo que não dá”.
Sabemos que democracia é uma forma de governo que emana do povo e, opõe-se à ditadura e ao totalitarismo, onde o poder reside numa elite auto-eleita. E, para isso a liberdade de imprensa é fundamental para que isso se constitua.
Por isso a posição do Partido dos Trabalhadores em apoiar Hugo Chaves é um retrocesso, é legitimar a repressão pelo qual sempre foi contra. O PT sempre lutou pelo direito à liberdade de imprensa que é um bem da sociedade, porém está negando suas raízes, e aos poucos assume características de opressor.
Mesmo com essa posição, ela não reflete no Brasil, que há liberdade de imprensa. Questionar os meios de comunicação que representam à burguesia é um outro fator. Contra isso, temos meios alternativos, internet, blogs, zines, panfletos, jornais alternativos onde ainda é possível se expressar. No dia em que o presidente afirmar que isso é proibido, pois é contra o governo, como fez Chaves, não vou mais me assustar.

sexta-feira, junho 01, 2007

A barriga


Dias atrás meu pai fez um comentário simples, daqueles rotineiros das conversas do dia a dia. “Encontrei a Maria (uma velha conhecida da família). Ela tava bonita. Gordaa... Respirando saúde”. Entendi muito bem o que ele quis dizer com o “gordaa”, sem importância para mim esqueci o fato.
Certa vez uma prima nos visitou e a observação que meu pai fez foi a mesma. “Nossa, como está bonita... Engordou né!” Minha prima de imediato fechou a cara, desse dia em diante entrou em regime e, até hoje diz que come alface com tomates. Isso tudo tem uma explicação: a barriga.
Houve uma época em que ser gordo era sinônimo de saúde e beleza. Nos tempos atuais, das gorduras “trans”, ser gordo é pejorativo para muitos e barrigudo então é pior, pois para muitos é “desleixo”. Para amenizar a situação alguns dizem que não tem barrigas, mas sim “calos sexuais”.
Ao ver minha barriga penso... “Estou gordo ou barrigudo?” Sem saber a diferença a mantenho... Faço corridas, caminhadas, futebol... Mas nada... Ela continua intacta, do mesmo tamanho, sendo alimentada pelas gorduras “trans” dos fast foods; pelas cervejas após o futebol; pela comida caseira, regada a pimenta e farinha; pelas coxinhas, e esfihas da faculdade; também pelos pastéis de feira; pelos refrigerantes que dizem ser light e por tanta, mais tantas asneiras de botecos, que parecem ser quitutes dos deuses.
Não tem jeito, como diz Lulu Santos: “Ela me faz tão bem, ela me faz tão bem... Que eu também quero fazer isso por ela...”