terça-feira, fevereiro 17, 2009

Compro pirata e sou “Legal”

Em matéria publicada no Jornal da Tarde da última segunda-feira (16) revela que 68 milhões de brasileiros compraram produtos falsificados em 2008. E certamente, faço parte desse contingente de pessoas e com orgulho.

Há certos produtos “piratas” que ao serem consumidos é dizer não ao “original” devido aos seus preços abusivos, caso especificamente do CD e do DVD. Uma mera pesquisa nas lojas e vamos ver estes produtos serem vendidos por R$ 30, R$ 40 e até R$ 65, dependendo do CD e da loja. Ora... Porquê iremos pagar tal preço se o pirata custa R$ 3,00.

Ai então vem os discursos... “O cd ou dvd ‘pirata’ estraga o aparelho, e coisa e tal’”. Mentira! Primeiro, o tal do cd pirata, nada mais é do que uma mídia “CDR” ou “CDRW”, iguaizinhas das que são vendidas nos supermercados. No caso do dvd é a mesma coisa, são mídias “DVDR” ou “DVDRW” e não estragam nenhum aparelho, pois no próprio manual está escrito: “Leitor de DVD, DVDR, DVDRW ou CD, CDR ou CDRW”. Se o aparelho quebrar ou pifar não foi por conta dessas mídias, mas sim por outros motivos. Particularmente compro cds ou dvds piratas e se forem bons, vou até a loja e compro o original, desde que tenha: encarte, letras, ficha técnica, etc. Caso contrário fico com o pirata.


A pirataria do mal – Agora, há também a pirataria do mal, como roupas, óculos, relógios, brinquedos, perfumes e cigarros. Olha lá, cigarro já faz mal e pirata ainda, vichh... Deve ter veneno puro! Bom, então qual é a diferença entre os piratas dos cds e dvds para os demais? Bom: a música é cultura, trata-se de uma manifestação artística que é restringida por grandes empresários, com preços abusivos. E estes piratas, sabemos de sua qualidade duvidosa do produto que estamos adquirindo, porém funciona como se fosse um cartão de visita, pois se for bom, queremos ter o original.

Já os demais produtos são “marcas”, status... Merece um outro olhar... Um óculos da Oakley custa cerca R$ 1 mil, enquanto o pirata R$ 20, a diferença é gritante. Além disso, pode prejudicar a saúde dos olhos. Assim como os brinquedos, onde as peças soltam-se facilmente.
Portanto... Acredito na pirataria dos cds e dvds por questões políticas, pois acredito que consumi-los é um ato “legal”.

Um comentário:

  1. Gostei da comparação dos piratas. Tem pirata do bem e pirata do mal. O do bem é pela cultura. Já o do mal pelo pseudo-status.

    ResponderExcluir